Compartilhando pesquisas e experiências sobre Fotografia

Poisé, aceitáveis. Já que vamos falar de todos os aspéctos em uma imagem e principalmente de contrastes, temos que falar que na maioria das vezes, quando alguns fotógrafos estão no seu início de carreira e uma boa parte dos amadores e admiradores da fotografia (e do photoshop, sim, por que muitos acham que gostar de fotografia é gostar de brincar no photoshop) acabam exagerando na dosagem dos contrastes e chamam de “fotografia artística”.

Há algum tempinho atrás, quando ainda era voluntária na Central de Fotografia da Universidade de Fortaleza e acompanhava muito os novatos na área iniciarem suas jornadas nos recursos digitais, observei que contrastar as cores e luzes de uma imagem parecia sempre ser a primeira e/ou a única opção na hora de editar uma imagem, esse assunto acabou virando um comentário diário dos mais experientes (os técnicos que trabalham lá).

Pois bem, o contraste como um aspecto na composição de uma imagem não quer dizer somente que alteramos o “constraste” digitalmente da imagem. No sentido de intensificar as cores e luzes. Mas, principalmente estamos falando das diferenças das propriedades visuais. Seja no preto e branco, ou seja no colorido.

Não vamos falar de regras, e limites, por que já passou do tempo de seguir ao pé da letra a visão humana na hora de editar uma imagem e muitas vezes, encontramos fotografias extremamente editadas e manipuladas que fogem do padrão de visão. Mas um bom-gosto é algo que devemos considerar. A partir do momento em que uma imagem perde suas qualidades, tons, brilhos se tornam excessívos, os brancos tiram os contornos e os pretos deixam de ser apenas sombras ocupando regiões indevidas (como olhos, bocas e narizes) é quando o contraste deixa de ser aceitável.

Eu, particularmente sou amante dos constrastes, das cores, das formas, dos movimentos e acredito que os nossos olhos estão tão acostumados com toda essa claridades que o nosso lindo Brasil tem a oferecer que tendemos sempre a aumentar brilho, saturar, e contrastar. Mas tudo deve ser feito na medida certa, com instinto, mas com bom-gosto (e principalmente atento ao que as ferramentas dizem).

Escolhi umas imagens com constrastes de todos os tipos (subjetivos e técnicos), para inspirações e sugestões 😉

 

Quem gosta de imagens contrastadas, pode mandar pra mim que eu faço um post linnndo com todas elas sem esquecer dos lindos créditos!

Anúncios

O você acha disso?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: